12°C 23°C
Wenceslau Braz, PR
Publicidade

Com tempo instável, colheita da soja chega a 15% da área plantada no Norte Pioneiro

Período chuvoso tem impactado os trabalhos nos mais de 170 mil hectares de lavoura na região

13/03/2023 às 17h03
Por: Marcelo Aguiar Fonte: Redação com NP Diário
Compartilhe:
Ilustrativa - Reprodução/Internet
Ilustrativa - Reprodução/Internet

Agricultores do Norte Pioneiro estão correndo contra o tempo para realizar a colheita das plantações de soja nos mais de 170 mil hectares plantados na região. A chuva tem sido o principal obstáculo na hora de retirar os grãos das lavouras, conforme explicou o chefe da regional da Seab (Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento) em Jacarezinho, Fernando Emanuel.

Continua após a publicidade
Anúncio

De acordo com os dados divulgados pela regional, a região do Norte Pioneiro tem cerca de 175 mil hectares plantados com a soja. Assim como foi no período da plantação, os produtores do grão estão tendo problemas com o excesso de chuvas na hora de realizar a colheita. Emanuel explicou que, além de impactar no fluxo das máquinas e caminhões nas lavouras, as chuvas das últimas semanas também estão aumentando a umidade dos grãos.

Continua após a publicidade
Anúncio

O técnico relata que a colheita chegou a 15% do total de hectares, sendo que o volume colhido tem variado entre 150 a 200 sacas por alqueire. Apesar da previsão seguir otimista, as chuvas seguem preocupando os produtores que temem a perda de qualidade dos produtos devido a umidade.

Outra questão que tem preocupado é em relação a safrinha do milho que, devido ao atraso na colheita da soja, pode ter sua área de plantio reduzida, assim como a produtividade devido ao inverno.

 

PARANÁ

Apesar do clima instável, a expectativa é de safra recorde no Paraná. De acordo com o último boletim divulgado pelo Deral (Departamento de Economia Rural) na semana passada, o estado tem 5,7 milhões de hectares plantados com o grão. A projeção é que a colheita gere algo em torno de 21 milhões de toneladas dos grãos, o que faria da safra 22/23 a maior da história.  

Ainda conforme o Deral, se por um lado as chuvas causaram transtornos no período do plantio e agora tem atrasado a colheita, o volume de água contribui para um melhor desenvolvimento das plantas favorecendo a produção dos grãos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.