PROTESTO

Professores cobram reajuste salarial em frente a prefeitura de Jacarezinho

APP-Sindicato informou que Executivo Municipal não cumpriu o novo Piso Salarial anunciado pelo Ministério da Educação em Janeiro

11/05/2022 17h53
Por: Marcelo Aguiar
Fonte: Portal da Cidade Jacarezinho
Reprodução/Internet
Reprodução/Internet

Prefeitos de vários municípios do Brasil estão tendo que se virar para ajustar as contas e realizar acordos com professores da Educação Municipal. Isso porque, no último dia 27 de janeiro, o Ministério da Educação anunciou um novo valor para o Piso Salarial Profissional Nacional para Profissionais do Magistério da Educação Básica (PSPN), o que pegou os cofres das prefeituras de surpresa.

Em algumas cidades Executivo e Legislativo municipais realizaram debates e conversas para chegar a um divisor comundo entre o que as prefeituras conseguiriam pagar e o valor pedido por direito pelos professores. Já em alguns casos, a situação acabou se tornando mais complicada, como é o caso de Jacarezinho.

Sem um acordo entre professores e prefeitura, na manhã desta terça-feira (10) os educadores realizaram uma manifestação em frente a sede do Executivo de Jacarezinho para revindicar o pagamento do novo piso o qual, segundo a APP-Sindicato, não está sendo repassado integralmente aos profissionais da educação.

Conforme apontou a APP-Sindicato, os municípios devem realizar o pagamento aos professores e cumprir a Lei de maneira integral.

Já a prefeitura de Jacarezinho emitiu nota informando que, entre outros pontos, “Em Jacarezinho, nenhum professor municipal recebe valor abaixo do piso, apesar do entendimento da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) de que a lei do piso está vinculada ao antigo Fundeb e, por essa razão, não seria mais válida”, diz um trecho da nota. O comunicado ainda expõe que “Jacarezinho não dispõe de recursos orçamentários e/ou financeiros para atender à reivindicação de seus 598 Professores, que desejam o reajuste em seus vencimentos no mesmo percentual do PNPS, ou seja, 33,24%”. 

Outro trecho da nota ainda informa que o prefeito Marcelo Palhares “afirma que o pagamento da correção a todos os Professores desequilibrará as contas públicas, podendo levar ao colapso serviços essenciais, inadimplência junto a fornecedores, e atrasos de salários dos servidores”.

A nota ainda informa que está fazendo investimentos de vulto em reformas de escolas, aquisição de material didático, merenda escolar, uniformes para os alunos, melhorias no transporte, com aquisições de ônibus e renovação da frota, capacitação do corpo docente, tudo com o objetivo maior de oferecer Educação de qualidade às crianças.

Por fi, a prefeitura apela ao bom senso do magistério municipal, dos seus representantes – APP-Sindicato – para que retornem às aulas a fim de que os alunos não sejam mais prejudicados do que já foram nos dois anos de pandemia do coronavírus.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
JacarezinhoJacarezinho - PR Notícias de Jacarezinho - PR
Wenceslau Braz - PR
Atualizado às 08h41
15°
Poucas nuvens Máxima: 21° - Mínima: 12°
15°

Sensação

20.3 km/h

Vento

80.9%

Umidade

Fonte: Climatempo
Tomazina 1 rural fest
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas