Paraná

Paraná chega a 8 mil empresas turísticas cadastradas em banco de dados do governo federal

O registro de empresas paranaenses junto ao Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur) cresceu 27,5% em 2021 em relação a 2019. Com ...

08/04/2022 11h40
Por: Daniele Caetana
Fonte: Secom Paraná
Foto: José Fernando Ogura/AEN
Foto: José Fernando Ogura/AEN

O registro de empresas paranaenses junto ao Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur) cresceu 27,5% em 2021 em relação a 2019. Com as novas adesões, o Paraná saltou de pouco mais de 6 mil para 8 mil empresas registradas. Eles estão distribuídos entre os estágios inicial, renovação e alteração. Os números são resultado de uma sondagem da Paraná Turismo, divulgada nesta sexta-feira (08). 

O Cadastur é um sistema do governo federal obrigatório para as empresas que atuam diretamente com a atividade turística em diversas modalidades: acampamentos turísticos, agências de turismo, guias de turismo, meios de hospedagem, organizadoras de eventos, parques temáticos e transportadoras turísticas. Mesmo para atividades em que o cadastro não é obrigatório, como bares e restaurantes e locadoras de veículos, é importante que ele seja feito. 

“O Cadastur é importante porque comprova que o empreendimento turístico está legalmente constituído, que está em funcionamento e em operação, e também disponibiliza informações ao turista sobre os prestadores de serviços cadastrados”, explicou Cleusa Markowicz, assessora técnica da Paraná Turismo.

Entre as vantagens de estar registrado no Cadastur está a de ter acesso a financiamentos, oportunidades de qualificação exclusivas, apoio em eventos, feiras e ações do Ministério do Turismo, além de visibilidade nos sites do governo federal e do próprio Cadastur.

“Estamos num momento de recuperação do setor do turismo, fortemente impactado pela pandemia. O aumento de empreendimentos registrados demonstra que o trade turístico paranaense é responsável e preocupado com o crescimento e o desenvolvimento do Estado dentro da legalidade”, destacou o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Everton Souza.

Para o diretor-presidente da Paraná Turismo, Irapuan Cortes, o aumento de cadastros, identificado pelo setor de estatística, foi possibilitado por dois momentos, com ações estratégicas. “O primeiro, no comprometimento do setor do turismo na retomada da economia. O segundo é o trabalho feito pelas Instâncias Regionais do Estado, que trabalharam nos municípios para fortalecer o registro e, consecutivamente, o turismo do Estado do Paraná”, disse.

CADASTROS– As duas regiões turísticas que apresentaram o maior número de cadastros foram a Rotas do Pinhão, que compreende Curitiba e Região Metropolitana (1.384 adesões), e Cataratas do Iguaçu e Caminhos ao Lago de Itaipu, abrangendo Foz do Iguaçu e região (456 cadastros). A Região Turística Sul do Paraná não entra nesse filtro da estatística, já que foi incluída no Mapa Turístico Brasileiro somente em 2021.

Entre as atividades características do turismo (ACT’s), a que possui o maior número de registros é a categoria de Guias de Turismo - Pessoa Física (PF) e Micro Empreendedor Individual (MEI). Na sequência aparecem as Agências de Turismo, com pouco mais de 1.700 cadastros. Restaurantes, Cafeterias, Bares e Similares contabilizam 1.190 registros no Cadastur – foi a que apresentou o maior crescimento (86,8%).

De todas as atividades, a maioria está concentrada em Curitiba e Região Metropolitana. A única que lidera fora da Capital é a de guia de turismo, com maior concentração na região de Foz do Iguaçu (cerca de 990 cadastros). 

TURISMO RESPONSÁVEL– A sondagem da Paraná Turismo também revelou dados sobre a emissão dos Selos de Turismo Responsável em 2021. O Paraná foi a oitava unidade federativa do País que teve mais selos concedidos, com 1.577 (5,4% do total). 

Emitido pelo Ministério do Turismo, o selo indica que o estabelecimento possui boas práticas de higienização, incentivo para que os consumidores se sintam seguros em viajar e frequentar locais que cumpram protocolos específicos para a prevenção da Covid-19. Para ter acesso ao selo as empresas e guias de turismo precisam estar devidamente inscritos no Cadastur. 

As regiões turísticas que puxam a estatística foram Rotas do Pinhão (Curitiba e RMC), com 34,8%; Cataratas do Iguaçu e Caminhos ao Lago de Itaipu (Foz do Iguaçu e região), com 14,3%; Litoral do Paraná, com 10,8%; e Corredores das Águas (compreende os municípios de Maringá, Cianorte, Umuarama e Paranavaí), com 10,6%. 

As atividades turísticas que mais conquistaram selos foram as agências de turismo, seguidas das transportadoras turísticas, dos meios de hospedagem e dos guias de turismo (pessoa física e MEI).

Acesse a pesquisa completa AQUI .

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Wenceslau Braz - PR
Atualizado às 11h46
17°
Poucas nuvens Máxima: 22° - Mínima: 11°
17°

Sensação

15.8 km/h

Vento

62.9%

Umidade

Fonte: Climatempo
Tomazina 1 rural fest
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas