12°C 23°C
Wenceslau Braz, PR
Publicidade

Com apoio do BRDE, jovens em vulnerabilidade social têm acesso a aulas de música

A Associação de Arte e Cultura de Londrina - Projeto Corre - vem ensinando música para crianças e jovens a fim de inibir a ociosidade, criminalida...

06/10/2023 às 17h50
Por: Da Redação Fonte: Secom Paraná
Compartilhe:
Foto: CORRE
Foto: CORRE

A maestrina e educadora musical Rose Andréia Castanho, ao querer fazer a diferença na vida dos moradores de comunidades em vulnerabilidade sociocultural da cidade de Londrina, decidiu criar a Associação de Arte e Cultura de Londrina - Projeto Corre, em 2018. Desde então, Rose vem ensinando música para crianças e jovens, a fim de inibir a ociosidade, criminalidade e o uso de drogas deste grupo. Nesse ano, dentro do Corre, foi implantado o Projeto ‘Música Para Todos’, apoiado pelo Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), por meio dos incentivos fiscais.

Continua após a publicidade
Anúncio

A associação oferece várias oficinas para crianças, adolescentes e até mesmo adultos das periferias londrinenses, como musicalização infantil, aulas de rap, coro, violão, violino, teclado e de flauta doce. Uma maneira de democratizar o acesso à cultura, que muitas vezes é vista como uma realidade distante para muitos.

Continua após a publicidade
Anúncio

“Este ano, iniciamos o projeto Música Para Todos, no distrito de Paiquerê, em Londrina. Graças ao BRDE e à Lei de Incentivo à Cultura, estamos atendendo 100 crianças da comunidade com as oficinas que temos no Corre. Somos muito gratos ao apoio do banco”, afirma Rose.

Com a vontade de crescer e acolher mais jovens, a associação seguiu expandindo os seus trabalhos. No início do projeto, a expectativa era de trabalhar com 85 crianças, mas logo a fila de espera chegava a aproximadamente 100 alunos. Com o passar dos anos, o número de jovens aumentou cada vez mais, chegando a 430 educandos, em 2022.

“Esse também é o propósito do BRDE, promover o desenvolvimento social através da Lei de Inventivos Fiscais, melhorar a vida das comunidades e retornar à sociedade, por meio de políticas públicas responsáveis e comprometidas com valores humanos”, afirmou o diretor financeiro do BRDE, Wilson Bley Lipski.

AMPLIAÇÃO- Atualmente, o Projeto Corre pretende ampliar suas atividades e sua capacidade, e assim chegar aos 1.300 alunos, além de incluir crianças e adolescentes dentro do Transtorno do Espectro Autista, com Síndrome de Down e pessoas com deficiência de mobilidade.

De acordo com a maestrina, o projeto consegue ir além das aulas de música. Ele melhora a qualidade de vida dos pequenos, como destaca a coordenadora. “Estas oficinas têm gerado muitos frutos. Vários professores nos relatam melhoras no rendimento dos alunos nas escolas, no comportamento deles e inclusive na autoestima das crianças”.

CRONOGRAMA DOS INCENTIVOS- Com o encerramento da fase de inscrições no dia 31 de agosto, o processo dos incentivos fiscais do BRDE agora se encontra no período de análises, até 13 de novembro. Nele, serão analisados os projetos e recebidos os documentos comprobatórios adicionais, se necessário.

Após isso, os projetos passarão pela deliberação da diretoria, onde serão definidos os projetos e os valores repassados. A divulgação final da lista ocorre no dia 15 de janeiro de 2024.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.