12°C 23°C
Wenceslau Braz, PR
Publicidade

Piloto paranaense chega a Fórmula 1

Felipe Drugovich, de Maringá, foi anunciado como piloto reserva da Aston Martin

12/09/2022 às 15h56 Atualizada em 12/09/2022 às 15h58
Por: Marcelo Aguiar Fonte: Bem Paraná
Compartilhe:
Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.

Como membro do programa, Felipe se tornará um dos pilotos reserva da equipe e pilotará no primeiro treino oficial no Grande Prêmio de Abu Dhabi, que será realizado entre os dias 18 e 20 de novembro, substituindo Lance Stroll.

Continua após a publicidade
Anúncio

Paranaense de Maringá, ele participará do teste de jovens pilotos no Yas Marina Circuit e em 2023 realizará um extenso programa de testes ao volante do carro AMR21 de 2021, também participando de GPs selecionados como membro da equipe.

Continua após a publicidade
Anúncio

 Recém coroado campeão da Fórmula 2, título conquistado neste sábado (10) no Circuito de Monza, na Itália, o paranaense Felipe Drugovich foi anunciado nesta segunda-feira (12) como o primeiro membro do programa de jovens pilotos da equipe Aston Martin Aramco Cognizant Formula One™ Team.

Drugovich, 22 anos, venceu cinco corridas nesta temporada para conquistar o Campeonato de Fórmula 2 FIA e assinou seu contrato com a 1 no mesmo dia em que foi coroado campeão. O Young Driver Program foi projetado em conjunto com os engenheiros e a gerência da Aston Martin e destina-se a fornecer uma “escada” para os pilotos juniores chegarem à Fórmula 1.

“Tornar-me membro do Programa Aston Martin Young Driver é uma oportunidade fantástica para mim – e só contribui para o que foi uma temporada extremamente agradável e bem-sucedida em 2022. Vencer na Fórmula 2 há muito é considerado o melhor ponto de partida possível para uma carreira na Fórmula 1, e vejo meu papel na Aston Martin como ferramenta para dar o próximo passo crucial. Para mim, 2023 será uma curva de aprendizado. Trabalharei com a equipe de F1, mas meu objetivo principal é aprender e me desenvolver como piloto. Espero que isso me dê a oportunidade de correr na Fórmula 1 no futuro”, disse Felipe Drugovich.

“O Felipe mostrou incrível talento, determinação e consistência para vencer o Campeonato de Fórmula 2 FIA deste ano. Lembro-me particularmente de suas fantásticas vitórias de Sprint e Feature em Barcelona em maio, que foram extremamente impressionantes. Estamos muito satisfeitos por ele se juntar a nós como membro do nosso Programa de Jovens Pilotos e esperamos recebê-lo como parte de nossa equipe em Abu Dhabi em novembro”, declarou o Team Principal Mike Krack.

Estou muito orgulhoso por ter inaugurado o Programa Aston Martin Young Driver. Acredito muito em recompensar jovens talentos e esta é uma maneira fantástica de ajudar a desenvolver a próxima geração de pilotos de corrida. Vimos e admiramos o caminho de Felipe para o sucesso na Fórmula 2 este ano e pretendemos fornecer a ele todas as habilidades e experiência necessárias para poder dar o próximo passo em sua carreira. Com o tempo, seria a validação definitiva se ele se tornasse piloto de Fórmula 1, juntando-se ao grande panteão de pilotos brasileiros como Emerson Fittipaldi e Ayrton Senna”, disse o presidente executivo Lawrence Stroll.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.